My Image
My Image

O diferencial é sem dúvidas um dos principais ajustes do carro. Nem sempre disponível para edição, é um item que pode fazer muita diferença nos tempos de volta. Em alguns simuladores, aparece como um ajuste único e em outros, possui uma vasta lista de itens.


Basicamente o diferencial lhe permite alterar a velocidade das rodas durante as curvas. Você pode deixá-las mais parecidas ou mais discrepantes. Isso irá alterar bruscamente o comportamento do carro em contorno de curvas, frendo ou acelerando.


Existe um ajuste que regula essa diferença em aceleração e outro que regula a desaceleração. Existe também outro que regula a intensidade dessa transição de movimentos. Eles são respectivamente “power”, “coast” e “preload”. Mais conhecidos como “potência”, “desaceleração” e “pré-carga”.


Começando pelo POWER, é bem simples regulá-lo. Geralmente definido por porcentagens, ele define a diferença de velocidade com que a roda externa da curva (que gira mais rápido) se move. Quanto menor a porcentagem, mais similar serão as velocidades e isso fará o carro sair de frente em re-acelerações, principalmente em carros de tração dianteira. Em carros de tração traseira, o carro será seguro e fácil de acelerar, porém um pouco dianteiro.

Em carros de tração integral, deverá ser olhado a relação da tração. Nem sempre carros de tração integral são 50-50 na distribuição. Carros LMP1 por exemplo, seguem uma relação 75-25 geralmente. Alguns carros de Rally seguem uma relação inversa. Portanto, observe isso e aplique as regras anteriores. Porcentagens altas em carros de tração traseira dão mais aderência na retomada, porém maior chance de rodar. Em carros de tração dianteira geralmente se usa valores bastante altos.


COAST segue o mesmo princípio, porém em desacelerações. Basta seguir a mesma lógica. Porcentagem baixas significam rodas com grande diferença de velocidade em redução de velocidade. Vale lembrar que redução de velocidade significa tudo que não envolver acelerar, não somente frenagens. Com um valor baixo, você sentirá o carro entrando com mais intensidade nas curvas, porém pode ser que ele rode com mais facilidade em reduções, conforme o acerto da suspensão e aerodinâmica traseira. Quanto mais baixa for a porcentagem, mais você precisará de estabilidade traseira. Aumentar a cambagem pode ajudar também.


A pré-carga define a velocidade de transição entre estes ajustes. Quanto menor for seu valor, mais agressivo e intenso será o controle do carro. Isso pode se traduzir em um carro que responde mais aos seu movimentos de frenagem e aceleração. Porém, pode acontecer de perder o controle com mais facilidade também. Se o carro originalmente é muito lento em suas reações, pode ser interessante esta estratégia.